A função social da moda

2020-07-10T22:53:45+00:00 30/06/2020|

O Pro Criança Cardíaca participou do “5º Law & Fashion Webtalk”, promovido pela Associação Brasileira de Propriedade Intelectual, com a discussão “O protagonismo da Moda em tempos de crise”. A moderação ficou por conta das advogadas da indústria têxtil Deborah Portilho e Andréia Gomes e o debate a cargo da diretora executiva do Projeto, Mitzy Cremona, da modelo e cofundadora do Doar Fashion, Carla Barros, e da especialista em Moda e Comportamento Paula Acioli. No centro estiveram a compaixão, a empatia e a solidariedade envolvidas na Moda em períodos cruciais da história.

Em tempos de pandemia, o Pro Criança Cardíaca vivenciou o abraço deste segmento através de marcas diversas, que se tornaram parceiras solidárias no cuidado à criança cardíaca carente em um período de tantos desafios. Esses parceiros – alguns antigos e outros novos – colocaram à venda peças com verba revertida à instituição, quando os atendimentos precisaram ser mantidos e os cuidados com pacientes, famílias e equipes administrativa e médica, aumentados. Foram máscaras, álcool em gel, equipamentos de proteção, bolsas, joias, utensílios de mesa, cestas básicas e uma chuva de boas ações que continuam a todo vapor.

Durante o debate, Paula Acioli, que acaba de lançar o livro infantil A Terra e o Corona,  venda revertida para o Pro Criança Cardíaca, trouxe à tona ainda o Projeto Decoração Para Coração.  Ele vem sendo desenhado com o Pro Criança desde setembro do ano passado e reunirá ícones da Moda para produção de um quarto com peças decorativas, utilitárias e de vestuários, todas vermelhas e que remetam ao coração. As vendas serão on-line, com doação ao Projeto, e a retirada das peças acontecerá posteriormente, por causa do distanciamento social.

Para Paula, a adesão de nomes como Isabela Capeto a este Projeto, em fase de captação de profissionais e parceiros, reforça que a credibilidade, a ética e a transparência do Pro Criança Cardíaca são determinantes para o engajamento constante de parceiros e retorno financeiro para o cuidado médico e social a que se propõe.