Setembro vermelho: Isa Bahia convida Mitzy Cremona

2020-10-13T11:07:56+00:00 13/10/2020|

“O não a gente já tem”. Todos que trabalham diretamente com Dra. Rosa Celia, presidente e fundadora do Pro Criança Cardíaca, sabem que essa frase vai surgir sempre que algum sinal de desânimo transparecer frente a uma dificuldade. Também foi assim com Mitzy Cremona, diretora executiva da instituição, em seus primeiros dias com Dra. Rosa, há 12 anos. No dia 15 de setembro, no instagram @isabahia_, Mitzy contou essa e outras histórias de sua trajetória no Pro Criança, além das conquistas recentes da organização, eleita uma das 100 melhores ONGs brasileiras em 2019.

A conversa de Mitzy com a designer de joias Isa Bahia fez parte das comemorações do mês do coração, o Setembro Vermelho, já que Isa é parceira do Pro Criança há mais de dois anos, quando lançou o Brinco do Coração com 100% dos lucros revertidos para a instituição.

Mitzy é advogada com MBA em Direito Empresarial (FGV) e cursos de compliance. Sua trajetória começou em grandes empresas de auditoria e escritórios de advocacia. Em 2008, recebeu um convite da Dra. Rosa. “Ela me convidou para trabalhar no Pro Criança de forma bem objetiva, como sempre. Fez poucas perguntas e falou as palavras ‘confiança’, ‘resultado’ e ‘amor pelo que faz’. Meu papo com ela foi muito rápido e voltei para casa pensando nesse convite. O que eu poderia fazer trabalhando para essa mulher? Para quem não conhece, uma alagoana que foi deixada pelos pais num orfanato aos sete anos, e que decidiu, desde muito pequena, realizar o sonho de ser médica e se transformar numa das melhores cardiologistas pediátricas do mundo”, contou.

A diretora relembrou o início dos movimentos da Dra. Rosa Celia em prol das crianças cardíacas carentes. “Começaram a aparecer na clínica particular da Dra. Rosa muitas famílias que não podiam arcar com o tratamento de seus filhos, e ela começou o projeto ali, fazendo ‘vaquinhas’ entre os pais de crianças com melhor poder aquisitivo. Eu não estava com ela nessa época, mas com certeza a procura das famílias carentes tomou uma proporção muito grande e, em 1996, ela fundou o Pro Criança Cardíaca”.

A instituição completa 24 anos no dia 18 de setembro com a marca de 31.000 atendimentos ambulatoriais e mais de 1.500 procedimentos invasivos, entre cirurgias, cateterismos etc, “além de um número imenso de consultas odontológicas, já que a saúde bucal interfere diretamente na evolução de doenças cardiológicas. Hoje temos também uma dermatologia (por conta da cicatriz das cirurgias), nutrição e psicologia. E no dia que a família é atendida no projeto, se precisar de um exame de sangue, de um teste de esforço, vai para o Hospital Pediátrico Pro Criança Jutta Batista, na mesma rua, e no mesmo dia essa criança já tem um diagnóstico”, afirmou Mitzy.

A diretora explica que, na instituição, além de a criança receber todo o tratamento assistencial integrado, também leva para casa a medicação, leite (quando é preciso, leite especial), cesta básica e outras doações de parceiros. Para continuar apoiando essas famílias, o Pro Criança não parou na pandemia. “É uma equipe guerreira”, destacou.

TERCEIRO SETOR PROFISSIONAL
“Minha missão no Pro Criança, a missão do time administrativo é transformar a instituição em numa empresa, tal qual as do primeiro setor, para acompanharmos os posicionamentos estratégicos do mercado. Em 2019, concorremos pela primeira vez ao Prêmio Melhores ONGs, e entre as 800 inscritas, ficamos entre as 100 primeiras. Foram avaliadas a documentação, a transparência, a gestão, a ética, o compliance…Também temos obtido certificações por termos cuidado com a contabilidade, com a controladoria interna, como o Selo Doar A+, pontuação máxima de gestão e transparência. Esse ano também fomos certificados como a primeira organização do terceiro setor com governança humanizada no Brasil”, relatou Mitzy.

BRINCO DO CORAÇÃO ISA BAHIA
Isa Bahia disse de sua admiração pela Dra. Rosa e da possibilidade de a instituição, nos dias de hoje, poder contar com parceiros que ajudem nessa caminhada. “Sou muito orgulhosa de fazer parte desse projeto. Era um desejo que já existia no meu coração e não sabia muito por onde começar. A Mitzy fez essa ponte, foi uma das primeiras clientes da minha marca e comprava com frequência. Quando soube que ela trabalhava no Pro Criança tudo se encaixou”, lembrou a designer.

“A marca Isa Bahia proporcionou mais de 100 consultas médicas a longo prazo. Ter uma aliança fixa com uma marca faz com que a gente consiga ter um planejamento. Agradeço em nome da equipe inteira por essa parceria. Seria muito bonito se todas as marcas procurassem se aliar a uma organização do terceiro setor, não necessariamente com aporte financeiro. Há muitas formas de ajudar. Esse é um capitalismo consciente, mais justo para todos”, completou Mitzy.