Prestação de contas e transparência é tema de LIVE da Pro Criança Cardíaca

2020-07-10T23:08:59+00:00 29/05/2020|

A diretora-executiva da Pro Criança Cardíaca, Mitzy Cremona, fechou o mês de maio conduzindo live no instagram da Instituição sobre o tema Transparência no Terceiro Setor. O objetivo foi explicar o sistema de controle da instituição numa história que em 2020 completa 24 anos.

Segundo a advogada, que chegou à Instituição em 2009, essa transparência deve ser a principal ferramenta das instituições sociais, relacionando-se diretamente com as doações e a viabilidade do trabalho realizado em prol da criança cardíaca carente.

– Temos compromisso com a missão que assumimos e buscar o que está acontecendo com empresas, acompanhando os passos delas, nos inspiram a tomar medidas semelhantes dentro do social.

A implementação de tantas novidades, no caso da Pro Criança, é sinônimo de pioneirismo, destacou Mitzy, ao mencionar o Mapeamento e Gerenciamento de Riscos, processo aplicado no estabelecimento de estratégias, formuladas para identificar em toda a organização eventos em potencial, capazes de afetá-la, e administrar os riscos de modo a mantê-los compatíveis com os objetivos da organização, bem como possibilitar a garantia de cumprimento dos mesmos. Na Pro Criança deve ser finalizado em até três meses e tem como finalidade ainda mais transparência.

Esses instrumentos de prestação de contas da Instituição foram mencionados como balizadores dos processos internos: desde a entrada dos recursos da doação até a prestação final com registro contábil, passando por expor, de alguma forma, as doações nas redes sociais, pelo convite ao doador de qualquer quantia a visitar a instituição e verificar a credibilidade do trabalho que é realizado.  Os documentos societários (Estatuto, Balanço, Código de Ética e Conduta e Plano de Governança) também estão no site da Pro Criança como reforço desta missão, entre outras iniciativas.

Consultorias nas áreas trabalhista, cível e tributária, além do segmento de filantropia e a colaboração de equipe interna com vivência do Terceiro Setor, fecham o triângulo de transparência que constitui a Instituição, que passa ainda por auditoria externa de suas contas.

– Fazemos um acompanhamento mensal para que as demonstrações financeiras não tenham ressalvas para os diversos órgãos fiscalizadores da Instituição (entre eles: Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, Tribunal de Contas, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Vigilância Sanitária), mas principalmente para o doador, explicou a diretora financeira.

RECOMPENSAS MERECIDAS

No Prêmio Melhores Ongs 2019, a Pro Criança teve seus documentos societários auditados, assim como os contábeis. A avaliação da forma da prestação de contas e do relacionamento com os colaboradores concedeu à Instituição o título de uma das 100 melhores organizações sociais do Brasil no ano passado. “Além de coroar o processo interno, o selo dá ainda mais credibilidade e comprova a transparência buscada diariamente”.

A Pro Criança não para e a batalha agora é pelo Selo Doar de Qualidade. Segundo Mitzy Cremona, são 52 requisitos avaliados dentro da instituição, desde o funcionamento dos procedimentos médicos até os processos administrativos e a organização financeira, que ao ser apresentando para o órgão fiscalizador do selo mostra que a Instituição está de posse de todo esse aparato para se manter transparente e continuar sua caminhada constante de desenvolvendo.